.


“Você é o que pensa. Você é o que procura. Você é o que faz”. Bob Richards

13 de out de 2009

ODE a "PAÇO de ARCOS"


Enlaçada ao rio de prata,
És terra de mil odores,
Entre o divino e o profano
Simbiose em pensamentos
Paço de Arcos és real
etéreos teus movimentos.

Atiro meus versos ao vento
Inefáveis vibrações
No sonho do pensamento
São magia multicores
Jungida ao teu movimento
És terra de mil odores…

Eterno deambular
Farol, barcos, céu e mar
Entram barra em ritual

Patrão Lopes, seu herói,
O Tejo canta em poesia
Em seu terno cintilar.

Poetas cantam louvores
União em mil odores
Entrelaçam céu e mar
Num eterno marulhar.

Manuela Silva Neves
ABRIL 2008
Paço de Arcos - PORTUGAL

5 de out de 2009

1000 SONETOS (colaborando)

O POETA e a PRIMAVERA

A terra explode em harmonia
Renascem, vida, luz e cores
Renovam-se em vestes de magia
Cantam hinos de amor multicolores!...

Qual colibri beijando o ar, as flores
Correm os pensamentos à porfia
Conhecem seus alvores
Almejam e vibram na poesia…

A chama do lirismo incandescia
Qual aluno numa faculdade
Varando noite adentro até ser dia.

A vida, desamor, melancolia,
Como no “Penedo da Saudade”
Trovador, poeta, alma e fantasia!...

Manuela Silva Neves
Portugal, Paço de Arcos, 15/11/2008
------------------------------------------